VT Dicas: Dinâmicas – Um fechamento

E para encerrar essa primeira série de posts sobre dinâmicas de grupo, darei algumas dicas sobre o que pode ser feito após essa etapa, a fim de se tirar o melhor proveito possível dessa experiência. Mas, antes, seguem alguns comentários sobre a conclusão das atividades. (Clique no título para ler o texto na íntegra).

E para encerrar essa primeira série de posts sobre dinâmicas de grupo, darei algumas dicas sobre o que pode ser feito após essa etapa, a fim de se tirar o melhor proveito possível dessa experiência. Mas, antes, seguem alguns comentários sobre a conclusão das atividades.

Apresentação do Case

Depois da finalização do estudo de caso, cada grupo faz a apresentação de seu Plano de Ação. Muitas vezes, há uma certa discussão sobre quem deverá falar, como será a distribuição dos tópicos entre a equipe, quem será o primeiro etc.

De fato é interessante que todos falem, mas não é necessário se preocupar muito com quem fará a abertura. O tempo sempre será bastante curto, e é comum alguém do grupo “falar demais”, além do tempo combinado. Em vez de se preocupar com isso, concentre-se em sua parte da apresentação. Procure falar de forma bastante clara e bem articulada, com um texto coerente e bom emprego de vocabulário. Esteja atento à apresentação de seus colegas de equipe, de modo que você possa iniciar o seu tópico com um “gancho” em relação ao anterior. Você poderá complementar o que for dito pelos colegas, mas apenas para auxiliar no entendimento e sem interrompê-los.

Demonstre respeito ouvindo a apresentação dos outros grupos com atenção e não fique em conversas paralelas acertando detalhes da apresentação enquanto um outro grupo se apresenta. É chato quando uma consultora tem de interromper para pedir silêncio.

Em algumas dinâmicas, as consultoras fazem perguntas após a apresentação, mas isso é mais comum na fase de painéis. Caso isso ocorra, esse será um bom momento para mostrar a sua capacidade de argumentação, sempre com o cuidado de não “atropelar” as outras pessoas do grupo.

Fechamento da Dinâmica

Passadas todas as atividades do dia, as consultoras fazem um encerramento agradecendo a presença dos candidatos, informando quanto às próximas etapas e também costumam perguntar aos candidatos o que acharam da dinâmica e do processo seletivo como um todo.

Na maioria das vezes, o retorno é dado por e-mail, algumas semanas após a dinâmica. Em alguns casos, no entanto, o resultado é informado no mesmo dia, logo após o término da dinâmica, e com direito a feedback.

Pretendo falar sobre feedback em um momento oportuno, mas hoje a minha dica é que, para cada dinâmica, você faça o seu próprio fechamento. Não deixe de fazer uma autoavaliação de sua participação: Quais foram os seus pontos fortes? O que você poderia ter feito melhor? Como considera a sua participação na atividade em grupo?

Uma boa forma de exercitar essa habilidade de autocrítica é também “avaliar” os demais candidatos: Se você fosse o recrutador, quem aprovaria? Quem definitivamente não aprovaria? Por quê?

Esse exercício lhe ajudará a identificar o que você mesmo considera um bom perfil e um perfil que não atende às expectativas. Mas fique ligado! Se você não for capaz de se lembrar de pelo menos alguns dos candidatos, é sinal de que não estava muito atento durante a dinâmica. Procure desenvolver a capacidade de observação.

Essa “brincadeira” fica ainda mais interessante quando é possível comprovar o quão você foi perspicaz e assertivo em sua avaliação. Nos casos em que o resultado sai na hora, você poderá ali mesmo saber se acertou ou não nos seus palpites. Para os casos em que o retorno vem depois, há duas possibilidades: a troca de e-mails cada vez mais comum entre os candidatos ou o reencontro com alguns dos candidatos na fase seguinte. Saber quem foram os aprovados pode inclusive ajudar a identificar o perfil que a empresa está buscando e se de fato ela combina com você.

Seja como for, esse é um exercício que lhe ajudará a se conhecer melhor e a entender um pouco mais os processos e o que é avaliado nas dinâmicas.

Sobre o método de avaliação

A maioria das consultorias/empresas utiliza o método de seleção por competências, que é muito mais objetivo do que a maioria imagina. Nele, as consultoras se utilizam de indicadores comportamentais pré-definidos para identificar nos candidatos certas competências, como a habilidade em trabalhar em equipe, por exemplo.

Vale ressaltar que o fato de você não ter sido aprovado não quer dizer que você não possui determinadas competências, mas sim que, naquele momento, você não conseguiu demonstrá-las. Lembre-se de que competências são formadas por um conjunto de conhecimentos, habilidades e ATITUDES. Nem sempre estamos em um bom dia e há uma série de fatores que podem influenciar o nosso desempenho nas dinâmicas, assim como ocorre no trabalho e em nossa vida pessoal.

Por fim

…Seguir todas essas dicas não é garantia de que você será aprovado nos processos, mas uma forma de ajudá-lo a sair da dinâmica com a sensação de dever cumprido e de que você conseguiu mostrar o seu melhor. É horrível quando saímos de uma dinâmica sabendo que não conseguimos mostrar do que somos capazes. Acontece. Temos dias bons e dias ruins, como todo mundo. Eu sei, é terrível ver a sua aprovação depender de algumas horas em que você pode estar bem disposto ou não. Mas não é assim mesmo que ocorre com o Vestibular e tantas outras “provas” por que passamos em nossas vidas? Cabe a nós nos esforçamos ao máximo para, tal qual os escoteiros, estarmos sempre preparados.

Próximo post: VT Indica – Ideias que merecem ser espalhadas

Comente!