18 de Jun de 2011 2 min de leitura

Uma Maria Bonita em SP: Bruxa do 71

“Quem é bruxa? Eu não sou nenhuma bruxa!”

Eu: Oi! Já cheguei aqui no prédio. Qual é o seu apartamento?
Amiga: Eu moro no 114.
[Depois de dar com os burros n’água no 1º andar, finalmente cheguei ao andar correto, o 11º]

São Paulo e suas numerações. Eu já não tenho lá um grande senso de direção. Com “pegadinhas” assim aí é que eu fico desorientada mesmo [tsc tsc]. Esse jeito de se numerar é tão particular dessa cidade que os seus próprios hotéis não se arriscam e seguem a forma “tradicional”: 101, 201 e 301 para o 1º, 2º e 3º andar respectivamente.

Mas eu já devia saber. Em cada lugar que eu vou, sempre me aprontam uma dessas. Uma vez, no trabalho lá no Canadá, perguntei onde ficava determinado setor. Fui informada de que ficava no 2º andar. Subi então as escadas e procurei em vão pelo departamento. Consultei novamente uma pessoa que passava pelo corredor:

Pessoa aleatória: Ah! Você tem que ir para o 2º andar.
Eu: Hã? [como é?] Mas esse não é o 2º andar?
Pessoa aleatória: Hã? [Excuse me?] Não, nós estamos no 3º piso.

Ah! O 3º piso! Eu sempre esquecia que, tanto nos EUA como no Canadá, o térreo já é considerado como o 1º andar, pois é o 1º piso (1st floor). Desse modo, quando me disseram que o departamento ficava no 2º andar, eu deveria ter me dirigido ao que no Brasil chamamos de 1º andar.

Confuso? Nem tanto. Na dúvida, use sempre o elevador. Não importa quantos andares serão percorridos de fato. No elevador, sempre que você pressionar o número, será levado até ele.

“Sei… mas e o que a bruxa do 71 tem a ver com tudo isso?”

Bem… Ocorre que, em qualquer outro lugar, eu teria morado no 701. Como fui parar em São Paulo, eu terminei por me tornar a moradora do 71, tal qual a personagem do Chaves. Vai ver foi a própria que me pregou essa peça. Tratei logo de ser uma vizinha bem boazinha, especialmente com as crianças. Vai saber, né?

Ainda bem que os paulistanos já estão acostumados com esse sistema. Em minha terra, eu não teria escapado do apelido.

Para conferir os outros posts de “Uma Maria Bonita em SP”, clique aqui.

Caso você também tenha alguma anedota para compartilhar, se aprochegue, que aqui sempre cabe mais um.

*****

Curtiu? Que tal então curtir também a página do VT no Facebook?

O VT também está no twitter: @vidadetrainee

Cíntia Reinaux
Cíntia Reinaux
Pernambucana desenrolada, canhota, curiosa, blogueira raiz, youtuber nutella e podcaster café-com-leite. Mais conhecida como "Cíntia do Vida de Trainee".

Participe da conversa

Show! Você se inscreveu com sucesso.
Bem-vindo(a) de volta! Login realizado com sucesso.
Você agora faz parte da comunidade do Vida de Trainee.
Seu link expirou.
Sucesso! Agora é só clicar no link que chegou no seu e-mail.
Sucesso! Suas informações de pagamento foram atualizadas.
Sua configuração de pagamento não foi atualizada.