Como fazer uma revisão dos seus projetos no meio do ano

Chegamos à metade do ano! Hora de celebrar suas conquistas e refletir sobre o que você ainda deseja realizar.

Calendário manual aberto sobre uma mesa de madeira branca, com um lápis nº 2 e girassóis no canto
Foto: Unsplash

Chegamos à metade do ano! Tá passada?

» Se não estiver afim de ler todo o texto, você pode conferir a versão desse post para o Instagram.

Esse é um ótimo momento para reconhecer e celebrar todos os objetivos alcançados até agora e refletir sobre quais projetos não avançaram e merecem a nossa atenção.

Pode ser que o primeiro pensamento que tenha lhe ocorrido seja algo como “Não fiz nada em 2021!”. É nessas horas que manter uma lista de projetos faz toda a diferença! Isso foi algo que aprendi com o método GTD, de David Allen, e também com a Thais Godinho, do Vida Organizada.

Lista de categorias de projetos em forma de tópicos: em andamento, em uma época certa, algum dia / talvez e concluídos. Este último com subtópicos de ano (2021) e meses de janeiro a junho.
Minha lista de projetos no Workflowy

Se você não registra seus projetos concluídos de alguma maneira, fica muito mais difícil lembrar e é possível que conquistas importantes passem despercebidas e sem o devido reconhecimento.

Uma estratégia pode ser percorrer a sua agenda de janeiro a junho de modo a te ajudar a recordar todos os seus feitos (que com certeza não foram poucos!).

É importante começar valorizando tudo o que você realizou até aqui. Vou dar alguns exemplos meus.

O que realizei até aqui em 2021

Na vida pessoal:

  • Voltei a frequentar a igreja e a ler a bíblia
  • Comecei a correr (34 Km em junho!)
  • Relaxei em uma casa de praia

Já no lado profissional:

  • Fiz 20 lives, 9 podcasts e 8 campanhas
  • Fui avaliadora em duas edições do Pitch Bootcamp
  • Estruturei o planejamento comercial do VT
  • Defini um calendário editorial para o VT

 

Em seguida, dê uma olhada na sua lista de projetos e reflita sobre aqueles que estiveram lá esse tempo todo, mas que não progrediram como você gostaria.  Seguem mais alguns itens da minha relação.

O que não avançou e fiquei “devendo”

Na vida pessoal:

  • Fazer o check-up médico anual
  • Organizar minhas finanças pessoais
  • Passeio de bike

No aspecto profissional:

  • Criar o curso Jornada Trainee
  • Gravar vídeos semanais para o Youtube
  • Lançar um novo site para o VT
  • Enviar a VTletter toda semana

 

Ah, Cíntia! Mas o que isso tem a ver com programas de trainee? Você pode aplicar isso para qualquer realidade, inclusive a dos processos seletivos.

  • O quanto você avançou nas etapas no 1º semestre?
  • Você fez uma autoavaliação para identificar onde pode melhorar e um plano de ação em cima disso?
  • Começou a trabalhar nesse plano, para desenvolver o seu inglês, soft skills etc?
  • Onde você mais progrediu e o que ainda está emperrado? E o que pode estar causando isso?

Viu? Rapidinho você adapta para o que precisar! 😉

Mas de nada adianta fazer todo esse levantamento e não refletir em cima dele:

  • Será que no 1º semestre eu consegui realizar mais ou menos do que esperava? E o que mais me surpreendeu?
  • O que pode estar travando os projetos que não avançaram? Eles são realmente importantes para mim? Eu tenho clareza do que preciso fazer para desenvolvê-los? E o que eu posso mudar em minha estratégia de forma a obter resultados diferentes?
  • De tudo o que está em andamento ou previsto para os próximos meses, o que ainda faz sentido manter? E o que eu posso eliminar ou adiar?
  • Quais deverão ser as minhas prioridades no 2º semestre? E quais projetos podem ou devem ser concluídos até o final do ano?
  • Por fim, o que eu gostaria de fazer que não está na lista?

A partir dessa análise, você terá a clareza e motivação de que precisa para fazer acontecer no 2º semestre! 😍

Me conta, o que achou desse exercício? Quer mais conteúdos como esse ou prefere que eu foque apenas em programas de estágio e trainee?

Espero que tenha gostado!

Até a próxima!

Cíntia Reinaux

Comente!