Últimos dias!

Vida de Trainee: Planejando o investimento

21.05.2012 | em Dicas

Participar de processos seletivos para trainee pode significar o emprego de uma quantia considerável de dinheiro, especialmente se você não mora no eixo Rio-São Paulo.

Eu, por exemplo, morava em Recife na época de candidata, e tive de fazer um total de 8 viagens para participar de 10 etapas de 7 empresas. Um investimento de 5 mil reais.

Pois é, eu não queria assustá-los, mas o custo realmente é alto. Não é por acaso que a maioria esmagadora dos trainees aprovados são do Sudeste.

Você pode espernear, reclamar que trainee é “programa de elite”, que somente os “filhinhos de papai” possuem chances reais ou até passar dos limites dizendo que isso é “preconceito contra os nordestinos”. Mas de nada adianta se queixar. Para mudar essa realidade, é preciso primeiro se adaptar a ela.

As empresas têm feito o possível para amenizar esse cenário, realizando etapas regionais e pagando as despesas de viagem nas fases finais. Só que esses incentivos também representam um investimento maior por parte das empresas, e nem sempre elas possuem essa disponibilidade.

Em 2009, quando eu participei dos processos, o Brasil estava em crise, o que causou uma grande diminuição dos programas de trainee ofertados e a necessidade de enxugamento de seus custos.

Hoje vivemos um período de mercado aquecido, com recordes de vagas oferecidas. Então, quem quiser ser trainee 2012 ou trainee 2013, já está com a Economia do seu lado.

Portanto, para que vocês tenham ainda mais recursos a seu favor, o Vida de Trainee irá publicar uma série de dicas sobre como planejar as suas viagens, controlar os gastos e organizar a sua participação nos processos seletivos para programas de trainee.

 

Planejando o investimento

1. Elabore uma planilha de orçamento

A forma mais eficiente de economizar dinheiro é sabendo exatamente como você o gasta. Assim, como já é de costume, temos o autoconhecimento mais uma vez como peça central.

A boa notícia é que, dessa vez, não é necessário fazer uma grande e profunda reflexão, e sim apenas ter disciplina. Se você entende de Excel, pode elaborar uma orçamento fantástico e, ainda assim, não conseguir o resultado desejado, simplesmente por não ter tido a dedicação necessária para atualizar a planilha diariamente.

É preciso entender que realmente é muito chato registrar todo e cada gasto que você faz, mas que isso é extremamente necessário. Desse modo, a sua planilha não precisa ser “chique”, o importante é que seja constantemente abastecida com novos dados.

Além disso, você deve adequar o seu método de controle às suas necessidades. Na época em que eu estava de fato juntando dinheiro, por exemplo, o nível de detalhe da minha planilha chegava a ser irritante, pois eu precisava de todas as informações possíveis para descobrir onde eu podia economizar.

Hoje, no entanto, estou vivendo um outro momento, em que é melhor ter um controle mais simples, sem tantos recursos, mas que possa ser atualizado de forma prática, dentro do pouco tempo de que disponho para esse fim.

 

2. Esteja disposto a fazer sacrifícios

Eu tenho 27 anos e nunca tive um carro. O meu celular eu tenho desde 2006, daqueles modelos em que “tirar foto” ainda era uma novidade. Para completar, eu faço parte de um espécime feminino raro, que realmente não está exagerando quando diz que não tem nada para vestir.

Por outro lado, eu tenho um notebook de excelente qualidade, fiz um intercâmbio para o Canadá durante 1 ano e paguei do meu bolso os 5 mil reais que investi em programas de trainee.

Tudo na vida é uma questão de prioridade. Afinal, o que é mais importante? Algo totalmente supérfluo ou a realização de um sonho?

Ninguém disse que seria fácil, mas tudo o que a gente consegue com o nosso próprio esforço se torna muito mais especial.

Às vezes, imagino como me sentirei no dia em que finalmente tiver um carro, comprado com o meu dinheiro. Acho que será uma daqueles momentos em que a gente percebe que valeu a pena.

 

3. Faça uma previsão de gastos com as viagens

A partir dos dados de sua planilha de orçamento e do quanto você está disposto a se sacrificar, será possível fazer uma estimativa de quanto você poderá investir em programas de trainee.

Com esse valor em mente, você poderá elaborar a sua previsão de gastos com as viagens. Será necessário considerar os seguintes custos:

  1. Passagens
  2. Hospedagens
  3. Alimentação
  4. Traslados
  5. Emergências/Imprevistos

Caso você nunca tenha trabalhado em uma empresa formal antes, também pode ser necessário comprar roupas adequadas (ternos/terninhos, sapatos etc). Nesse caso, essa despesa também precisará entrar no seu orçamento.

Ao fazer as contas, lembre-se de que, especialmente no segundo semestre, muitos processos seletivos se estendem até o final do ano, quando as passagens ficam absurdamente caras e chegam a triplicar de preço, de modo que é melhor fazer uma reserva especial para esse período.

Também é importante pensar em formas de economizar com as viagens. Se você tem amigos na cidade onde precisará ir, por exemplo, poderá economizar com hospedagem e alimentação, do mesmo modo que o candidato que se dispõe a utilizar o transporte coletivo também faz uma grande economia em relação a quem só anda de táxi.

Uma outra dica é procurar fazer agendamentos em sequência, para participar de etapas presenciais de várias empresas em uma única viagem. Infelizmente, nem sempre isso será possível, tanto pelo cronograma das consultorias quanto pela sua própria disponibilidade, mas estou me adiantando: darei ainda muitas dicas sobre as viagens em um outro post.

O importante é que você consiga fazer algum tipo de estimativa que o ajude a calcular de quantos programas, ou melhor, de quantas etapas fora de sua cidade você poderá participar.

Logicamente, várias mudanças acontecerão no meio do caminho, a estimativa é apenas uma base. O meu conselho é que você se inscreva em todos os programas com os quais se identificar, independentemente dessa questão de viagens. À medida que as fases avançarem, você irá conhecer melhor as empresas e poderá tomar uma decisão mais acertada em relação àquelas que valem o investimento (literalmente).

No entanto, se optar por desistir de um processo, nunca deixe de informar à consultoria, seja via sistema ou e-mail, pois essa é a atitude profissional a se tomar. Convém, inclusive, informar o motivo da desistência, pois isso ajuda a gerar estatísticas que ajudam as consultorias a mostrar para as empresas a importância de etapas regionais e custeio de despesas com viagens em processos futuros.

 

4. Acumule milhas

Agora que o planejamento está pronto, só resta esperar pelos processos seletivos, certo? Errado.

A primeira regra para quem viaja ou deseja viajar é: acumule milhas. Portanto, não deixe de se cadastrar em todos os programas de todas as companhias aéreas. E não basta ter o cadastro: a partir de hoje, nunca compre ou utilize um bilhete aéreo sem informar antes o número de seu programa de milhagens.

Não desperdice oportunidades: se em uma viagem de última hora você terminar se esquecendo de cadastrar suas milhas, lembre-se de posteriormente entrar em contato com a empresa aérea para solicitar a inclusão. A maioria realiza essa operação, só que dentro de um prazo. Então não deixe para depois.

Lembre-se de que você está concorrendo a um cargo que exigirá viagens constantes e até mesmo uma mudança para outro estado. E aí, quando a saudade apertar, você vai querer visitar a família e os amigos.

Assim, é bem provável que, logo depois de sua aprovação como trainee, o seu próximo objetivo passe a ser juntar milhas e conseguir todas as passagens promocionais que puder.

 

5. Ter um cartão de crédito não tem preço

Segunda regra dos viajantes: o cartão de crédito é o seu melhor amigo.

Se você ainda não tem um cartão de crédito, providencie, pois já está mais do que na hora de ter um. Apenas recomendo que pesquise antes, para tentar conseguir um que não cobre anuidade ou que acumule proporcionalmente mais pontos que os outros.

E por que você precisa de um cartão de crédito?

Por mais que a gente planeje uma viagem, imprevistos sempre podem acontecer. E não será possível ligar para algum conhecido ir lhe “resgatar”. Você terá de resolver tudo sozinho, a não ser pela ajuda de seu novo melhor amigo, o cartão de crédito.

Além disso, depois de sua aprovação, você terá um monte de despesas no caso de ter de se instalar em uma nova cidade. Note que, ainda que a empresa ofereça ajuda de custo para esses gastos, o dinheiro não entrará em sua conta instantaneamente. Muitas vezes, leva alguns dias, ou até mesmo semanas.

Uma outra grande vantagem dos cartões de crédito é que eles também servem para acumular milhas (lembram a primeira regra?).

Se você tiver um bom controle financeiro, indico a estratégia de utilizar o cartão de crédito para todas as suas compras. E quando eu digo todas, eu quero dizer tudo-que-aceitar-cartão-de-crédito, do ingresso para o Cirque du Soleil ao algodão doce vendido na entrada do circo.

Nem preciso dizer que esse procedimento não terá efeito imediato, né? Trata-se de uma estratégia de longo prazo. Eu, por exemplo, juntei milhas dessa forma desde os tempos de estágio, para só uns 4 anos depois conseguir comprar passagens com elas.

Também é importante observar que essa tática não é válida para newbies (novatos), e sim para quem já está em um “nível avançado”. Afinal, o seu objetivo é acumular milhas, e não fazer dívidas. Eu sempre me perguntava: “Se precisar encerrar o cartão de crédito hoje, terei dinheiro para pagar tudo de uma vez?”.

Desse modo, recomendo que se atenha a apenas um cartão e que, se você acha que ainda não possui autocontrole suficiente, deixe-o em casa, trazendo-o consigo apenas durante as viagens.

 

Então é isso, pessoal. Espero que tenham gostado das dicas. Mais pra frente, eu vou falar das viagens em si, desde o que levar na bagagem até como se virar com passagem, hospedagem, deslocamentos etc.

Não deixem de dar o seu feedback e comentar sobre outras estratégias que vocês utilizam, OK?

Até a próxima!

 

*****

Curtiu? Que tal então curtir a página do VT também no Facebook?

O VT também está no twitter: @vidadetrainee

 

 

Compartilhe!

Cíntia Reinaux

Cíntia Reinaux tem 29 anos e um orgulho danado de ser pernambucana. A administradora apaixonada por RH criou o Vida de Trainee em fevereiro de 2010. Desde então, dedica parte de seu tempo para ajudar outros jovens como ela a refletir sobre suas carreiras.

Twitter - Facebook - Google Plus - Linked In - RSS
Mais antigos » « Mais recentes

Deixe seu feedback!

  • http://ganhardinheiroblog.net Anderson na Internet

    Oi Cíntia. Parabéns pelas excelente dicas. Todas elas são válidas e, de fato, importantes. Todavia, acredito que a dica 3 (Faça uma previsão de gastos com as viagens) é uma das melhores. Muita gente acaba passando apertado ou ficando sem dinheiro nenhum por não ter calculado seus gastos. Além disso, após calcular o quanto se vai gastar, é preciso adicionar mais algum dinheiro extra que ficará como reserva, pois sempre ocorrem imprevistos, e estar preparado para eles (financeiramente falando) é crucial. Parabés mais uma vez pelo ótimo artigo, informativo e útil, com certeza.

    Obrigado!
    Anderson
    Dinheiro na Internet

  • ueslei

    Obrigao.

  • Pingback: Vida de Trainee: Planejando as Viagens | Vida de Trainee | Trainee 2012 | Trainee 2013

  • RONDINELE

    Oi..queria uma opinião sobre a questão de ligar ou não sobre o processo de trainee que estou participando, é o seguinte a já fiz toda parte on-line e mandaram eu me cadastrar no site da empresa, esse foi o ultimo contato! o que você acha? ligo ou não?

    • http://www.vidadetrainee.com Cintia

      Olá, Rondinele! Para os candidatos, é sempre um pouco difícil saber se a empresa realmente está demorando para dar o retorno ou se é apenas ansiedade e expectativa.

      No caso de programas de trainee, passada a fase de inscrição, considero 2 semanas um tempo de espera razoável. Mais do que isso já justifica um contato com a consultoria/empresa.

      De qualquer modo, recomendo que pesquise nas comunidades/grupos do Orkut/Facebook para ver em que etapa os demais candidatos estão.

      Abraços e boa sorte!

  • Ueslei_abreu

    OÍ Cintia, Adorei seu blog muito inteligênte é um verdadeiro curso, tenho uma pergunta:
    Levando em conta que as emprêsas hoje dão muita importância para um profissional altamente qualificado decidí iniciar minha 2ª graduação no próximo semestre, já faço ADM e agora irei inicar Ciências contábeis ambos juntos além de fazêr Inglês, concluído espanhol e iniciar Francês no p/ semestre, você acha que estou no caminha certo ou é apênas loucura? tenho 22 anos e penso que esta é a hora de me dedicar totalmente aos estudos, além de ser o melhor candidato a trainee do ITAÚ quero fazer da Contabilidade o complemento para a Administração, Quais as chances dos recrutadores acharem que sou um desesperado?

    • http://www.vidadetrainee.com Cintia

      Olá, Ueslei! Uma das maiores dificuldades da geração Y é ter foco. Nós queremos abraçar o mundo!

      O problema de fazer tantas coisas é que você termina não fazendo bem feito, além da ansiedade que isso provoca e indecisão que demonstra.

      Acho que você deve buscar aprimoramentos como esse somente se estiverem relacionados aos seus objetivos.

      Por exemplo, empresas de auditoria e consultoria costumam incentivar os seus colaboradores a cursar ciências contábeis, ainda que sejam de outras áreas. Se você planeja trabalhar numa empresa desse segmento, faz todo o sentido.

      Começar a estudar um idioma sem ter concluído o anterior só é recomendado quando existe uma “necessidade”, como a nacionalidade da empresa que você trabalha, planos para uma viagem etc.

      É importante se dedicar aos estudos, mas as atividades extra-curriculares, como monitoria e estágio também devem ser levadas em consideração.

      Claro que isso é apenas a minha opinião. Eu também “abracei o mundo” quando estava na faculdade. Fiz mais de um curso e tudo o mais. Mas em compensação, naquela época eu não sabia o que queria fazer da vida…

      Acho que o essencial é que você reflita bastante antes de tomar essas decisões e não agir de forma imediatista.

      Abraços e boa sorte

      • ueslei

        Obrigado pela resposta. Foi muito útil

  • Thiago

    Seu site é excelente, muito útil e informativo, parabéns!

    • http://www.vidadetrainee.com Cintia

      Muito obrigada, Thiago! Faço aqui o meu convite para que acompanhe o site pelo Facebook, Twitter, RSS etc, pois a partir de junho teremos muitas novidades.

      Abraços

  • Luis Abdalla

    Sensacional ! Muito bom o post. Parabéns Cintia!
    Abs. Luis Abdalla

    • http://www.vidadetrainee.com Cintia

      Valeu, Luis! Confesso que esse deu trabalho. Precisei de alguns dias para escrever.

      Abraços

  • Flavio Faria

    Fantastico!

    Sou um leitor assiduo, e, caso eu venha a ter sucesso nas selecoes que participar, tenha certeza que seu blog foi de muita ajuda.

    Obrigado por dedicar seu tempo em ajudar os outros que nao possuem tanta experiencia.

    (desculpe pela acentuacao, estou em um teclado desconfigurado)

    Continue com o bom trabalho! (recebi a resposta da sugestao que fiz esses dias, legal :) )

    Saudacoes,

    Flavio.

    • http://www.vidadetrainee.com Cintia

      Olá, Flavio! Muito obrigada! Quero ver seu depoimento depois que você for aprovado em um programa de trainee =)

      Fique ligado, pois nesta semana publicarei um post com um resumo dos feedbacks e com o “plano de ação”.

      Abraços

  • Flavio Ferreira

    Caramba. Eu aqui louco em busca de algo bacana para minha vida profissional, encontrei programas de Trainee. Indo mais a fundo na pesquisa, encontrei este site e a primeira matéria que li dele foi essa. Que matéria! Olha Cintia, parabéns. Eu não consigo elogiar as pessoas da maneira que elas merecem, mas saiba que tirei bom proveito deste seu artigo. Continue que passarei a frequentar aqui mais vezes para, te vez, dar um “up” em minha vida profissional. Digamos que estou cansado de ser bonzinho comigo.

    • http://www.vidadetrainee.com Cintia

      Poxa, Flavio! Muito obrigada mesmo! É bom frequentar mesmo, pois no próximo mês o blog terá muitas novidades.

      Boa sorte no projeto para um “up” profissional.

      Abraços