Últimos dias!

Entrevistas: Por que você quer trabalhar nesta empresa?

12.07.2012 | em Dicas

entrevista emprego labirinto trabalhar empresa trainee

Já escrevi aqui no blog sobre a fase de entrevistas dos programas de trainee, mas não cheguei a comentar em detalhes quais são as perguntas mais comuns desta etapa.

Todos que acompanham o VT já estão cansados de saber que não existe uma resposta certa ou ideal, mas acredito que algumas dicas podem ajudar a “dar um norte” a vocês, desde que, em vez de falas prontas e impessoais, as respostas transmitam sinceridade e autenticidade.

 

Por que você quer trabalhar nesta empresa?

Parece óbvio, mas só responde bem essa pergunta quem realmente quer trabalhar em uma determinada instituição.

É preciso ter em mente que jamais a sua resposta a essa pergunta poderá ser a mesma para empresas diferentes. Assim, é necessário refletir sobre o que faz com que você prefira a organização em questão e não outra.

Esse aspecto é ainda mais importante para o cargo de trainee, pois é bastante comum que finalistas aprovados desistam do processo por conta da aprovação em outras empresas.

Desse modo, não se deve responder de forma vaga e genérica, com frases do tipo:

  • Porque eu quero trabalhar em uma empresa grande e multinacional;
  • Porque aqui há boas oportunidades de crescimento;
  • Por conta do plano de carreira que vocês oferecem;

Entendam, não é que vocês não possam falar sobre isso também, mas não só. Imaginem uma conversa entre dois amigos sobre uma viagem de intercâmbio:

João: Por que você escolheu a Inglaterra?

Maria: Porque eu queria viajar para um lugar que falasse inglês.

João: Ora, mas existem vários países que falam esse idioma…

Maria: É que eu também queria ver a neve… Eu nunca vi a neve.

João: Tudo bem, então a Jamaica está fora da lista, mas você ainda poderia ir para muitos lugares, como o Canadá ou os Estados Unidos.

Maria: Ah, mas eu queria estar perto de outros países da Europa, pois sempre quis conhecer o Velho Mundo, com seus castelos medievais,  museuscatedrais e sítios históricos.

Viram como no final o motivo ficou mais pessoal e específico?

O mesmo raciocínio deve ser aplicado à sua escolha profissional. Existem diversas companhias que são grandes, multinacionais e com um excelente plano de carreira, especialmente quando nos referimos àquelas que oferecem programas de trainee, mas existem pouquíssimas que oferecem aquele algo a mais que você está buscando.

Portanto, é necessário trazer à tona os diferenciais, tudo o que torna aquela empresa única para você. Mais do que isso, é essencial estar preparado para fornecer mais informações:

Entrevistador: Por que você quer trabalhar conosco?

Candidato: Tenho grande admiração por vocês… Consumo os seus produtos desde criança.

Entrevistador: É mesmo? Quais produtos? [parece ridículo, mas muitos candidatos citam exemplos de concorrentes]

Candidato: Além disso, eu me identifico muito com os seus valores.

Entrevistador: Bacana! E com qual valor você se identifica mais e por quê?

Candidato: [cri cri cri = silêncio constrangedor] 

Não adianta procurar respostas prontas na Internet. É preciso de fato pesquisar bastante sobre a organização, o seu segmento de atuação, concorrentes, missão, valores e metas para os próximos anos, pois é assim que você poderá falar sobre como se identifica com a cultura e como poderá contribuir para que a companhia alcance os seus objetivos, além de suas expectativas em relação ao trabalho.

É claro que, para conseguir listar todos esses pontos, é necessário primeiro conhecer a si mesmo. Nunca é demais lembrar que o autoconhecimento é essencial para tudo que se refere à carreira.

Por isso, não deixe para fazer toda essa imersão existencial na hora da entrevista. Prepare-se para esse momento.

Pode ser que no final das contas nem lhe perguntem isso, mas esse exercício de reflexão é fantástico para que você se lembre porque aquela é mesmo a sua empresa dos sonhos, o que certamente irá lhe deixar ainda mais entusiasmado para o encontro com o recrutador ou gestor.

Porque, na verdade, a resposta em si nem importa tanto assim: o que o entrevistador quer mesmo é ver o brilho dos seus olhos ao responder a essa indagação.

Compartilhe!

Cíntia Reinaux

Cíntia Reinaux tem 29 anos e um orgulho danado de ser pernambucana. A administradora apaixonada por RH criou o Vida de Trainee em fevereiro de 2010. Desde então, dedica parte de seu tempo para ajudar outros jovens como ela a refletir sobre suas carreiras.

Twitter - Facebook - Google Plus - Linked In - RSS
Mais antigos » « Mais recentes

Deixe seu feedback!

  • G.FRANZ WAGNER

    Tudo não passa de uma grande CASCATA! Razão assiste ao colega abaixo, quando diz que o R.H. e suas brincadeirinhas idiotas não levam a lugar algum,a não ser atender o ego dos entrevistadores igualmente idiotas, que se acham a ultima coca cola do deserto, deuses do Olimpo.Aliás o R.H. no Brazil ( com Z mesmo) está falido a muito tempo.Desde que aquele camarada Ricardo Semler, resolveu implantar novas formulas pitorescas e cientifícas de formação profissional.Formulas tão boas, que a própria empresa FALIU!

    • http://www.vidadetrainee.com Cintia

      Olá! Entendo a sua frustração, mas recomendo que busque estudar mais sobre o assunto, preparando-se com seriedade para seleções, mesmo que no fundo ache que é tudo uma “palhaçada”. Você pode se surpreender positivamente. Se não, pelo menos estará mais preparado e aumentará suas chances de conseguir a vaga que deseja.

      Abraços