Novidade!

Receba vagas no seu perfil por e-mail

Como é o desconto do contracheque?

23.07.2012 | em Carreira

desconto, contracheque, inss, imposto de renda, fgtsUm dos maiores atrativos dos programas de trainee são os altos salários oferecidos, em geral muito acima da média de mercado para recém-formados.

O que muitos candidatos não sabem, especialmente aqueles que ainda não possuem experiência profissional, é que o valor líquido recebido é bem diferente da remuneração bruta divulgada. E isso vale para qualquer cargo efetivo da iniciativa privada.

Pensando nisso, criei um demonstrativo de pagamento (também chamado de holerite ou contracheque) fictício explicando como funcionam todos os descontos, tais como INSS, Imposto de Renda e FGTS.

Para ficar ainda mais interessante, escolhi como renda bruta o valor de R$ 4.000,00, a média atual de salário dos programas de trainee. Já o resultado dos cálculos pode ser decepcionante para muitos: um valor líquido de pouco mais de 3 mil reais.

 

Como é o desconto do contracheque

contracheque, holerite, demonstrativo de pagamento, trainee

Salário base

O ordenado (salário base ou salário mensal) é aquele que será utilizado como ponto de partida para cálculo de INSS, previdência privada, FGTS e outros.

No entanto, nem sempre ele corresponderá ao valor total de seus proventos (vencimentos), pois aí também entram ajudas de custo e outros.

O valor apresentado no campo de referência (220,00) é relativo ao total mensal de horas da jornada de trabalho.

 

Contribuição INSS

Este desconto pode variar de 8 a 11% do salário bruto, de acordo com a faixa salarial. Consulte a tabela de contribuição mensal para ver em que intervalo você se encontra.

No exemplo, o salário de 4 mil já está na faixa de 11%, mas um dado relevante é que o desconto máximo é de 11% sobre o maior salário da tabela (atualmente R$ 3.916,20).

Em outras palavras, em vez de haver um abatimento de 440 reais (11% de 4 mil), o que ocorre na prática é um desconto de 430,78 reais (11% de R$ 3.916,20).

Desse modo, mesmo que a sua remuneração fosse de 10 mil reais, o mesmo valor de R$ 430,78 seria subtraído para o INSS, pois esta é a contribuição máxima atual (muda anualmente).

A referência para esse item é 11,00 por conta da faixa salarial de 11%.

 

Previdência Privada

Um outro atrativo das grandes organizações é o pacote de benefícios, que costuma incluir a previdência privada.

Seja qual for o plano oferecido, o que é certo é que algum percentual será abatido de seu salário base. No caso, 4% (valor de referência 4,00), o que representa R$ 160,00.

 

Tributo IRRF

O Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) é algo que passa a fazer parte da vida de todo trabalhador assalariado que receba mais de R$ 1.637,11 por mês (válido para 2012).

A dedução pode variar de 7,5 a 27,5% de acordo com a quantidade de verdinhas recebidas. Consulte a tabela progressiva de alíquotas para saber qual é a sua sorte (lembre-se de buscar na lista o ano-calendário correspondente).

Na nossa ilustração, a alíquota é de 22,5%. A diferença aqui em relação aos demais descontos é que o cálculo não será a partir do salário base, e sim sobre o total de proventos.

Imagine que a sua empresa dos sonhos ofereça auxílio moradia, ajuda para compra de medicamentos e outros benefícios maravilhosos. Todos eles serão incluídos nesse cálculo (C’est la vie!).

A boa notícia é que algumas contribuições são retiradas, tais como o INSS e a previdência privada. Desse modo, a base para o IRRF de nosso exemplo será de:

Total de proventos – (INSS + Previdência Privada) = Base para IRRF
4.000,00 – (470,38 + 160,00) = R$ 3.409, 22

Outros abatimentos também podem ser feitos de acordo com o número de dependentes, mas no caso não há nenhum (campo Dep. IRRF é igual a zero).

Outro detalhe é que, para cada alíquota, há um parcela a ser deduzida do imposto. Afinal, seria muito injusto alguém que deixou de ser isento por conta de 5 reais ter de pagar o valor integral do tributo.

Assim, quem está na faixa de 22,5%, por exemplo, tem uma parte do seu salário (R$ 1,637,11) isenta, uma outra parte a que só cabe descontar 7,5% e assim por diante.

Para facilitar as contas, a tabela progressiva de alíquotas informa o valor a ser deduzido. Confira o cálculo:

Base para IRRF x Alíquota (%) – Parcela a ser deduzida = Tributo IRRF
(3.409,22 × 22,5%) – R$ 552,15 = R$ 214,92

A referência no contracheque consta como 22,50 por conta da alíquota de 22,5%.

 

Alimentação/Refeição

O ticket alimentação (compras de supermercado) e o vale refeição (restaurantes) também costumam gerar uma dedução no salário.

Suponhamos que exista um benefício de R$ 440 para refeição todo mês (20 reais diários × 22 dias úteis). A empresa pode então, por exemplo, descontar 20% sobre o valor do benefício (20% de 440 = R$ 88,00).

 

Seguro de Vida em Grupo

As grandes corporações oferecem esse benefício à família do colaborador (beneficiários) em caso de falecimento, ou mesmo a ele próprio em casos de acidente de trabalho.

O desconto costuma ser simbólico, entre 5 e 10 reais mensais (no exemplo, R$ 8,91).

 

FGTS

O FGTS não é descontado do empregado, mas os empregadores pagam 8% sobre o salário base. O valor é apresentado no demonstrativo de pagamento (no exemplo acima, R$ 320,00).

 

Plano de Saúde

Embora não esteja no exemplo, também é possível que haja o desconto do convênio de saúde adotado pela sua empresa. Ele pode ter um valor fixo mensal ou apenas ser descontado nos meses em que for utilizado.

 

Vale-Transporte

Muitos também devem ter sentido falta do desconto de vale-transporte. Ocorre que, pela lei (CLT), a empresa está autorizada a descontar até 6% do salário.

Agora, pense comigo: 6% de 4 mil equivale a 240 reais. Logo, será necessário que o seu deslocamento para o trabalho custe mais de 240 reais por mês em passagens de ônibus/metrô para valer a pena sofrer esse desconto no seu salário.

Entendeu porque nesse caso é melhor optar por não receber o vale-transporte?

 

Contribuição Sindical

Também não está no exemplo, mas, uma vez por ano, o valor equivalente a 1 dia de trabalho (4.000 ÷ 30 = R$ 133,33) será descontado de seus proventos para a contribuição do sindicato de sua categoria profissional.

 

Outros

Além de todos os descontos informados, há uma série de outras possibilidades. Pode haver, por exemplo, a cobrança de um valor simbólico (R$ 45,00 no exemplo) pela Academia de Ginástica ou por qualquer outro benefício oferecido pela empresa, que você pode optar por utilizar ou não.

 

Acredito que saber ler e compreender um contracheque seja essencial para todos que fazem parte da vida corporativa. Nunca deixe de conferir este documento e de exigi-lo, pois as empresas possuem a obrigação de o disponibilizar para seus funcionários.

É chato e complicado, mas é algo muito importante. Afinal, é do seu dinheiro que estamos falando. E não é preciso ser nenhum expert para entender.

Eu mesma não sou especialista na área. Nunca trabalhei com essa parte de Folha de Pagamento e sou leiga em assuntos contábeis e de Direitos Trabalhistas.

Ainda assim, com um pouco de curiosidade e dedicação consegui reunir as informações e elaborar esse post para vocês.

Aproveito para me desculpar desde já em caso de erros e caneladas no texto. De qualquer modo, considero que esse artigo será útil não apenas para os candidatos a trainee, mas para todos aqueles que estão entrando agora no mercado de trabalho.

Compartilhe!

Cíntia Reinaux

Cíntia Reinaux tem 32 anos e um orgulho danado de ser pernambucana. Há 7 anos dedica uma parte de seu tempo para preparar jovens para o mercado, por meio do Vida de Traine e de seu trabalho como coach e mentora de carreira.

Twitter - Facebook - Google Plus - Linked In - RSS
Mais recentes » « Mais antigos

Deixe seu feedback!

  • vaal

    Oi Cíntia gostaria de saber se e o valor líquido que esta no contra cheque que devo receber ou pode existir mas algum desconto por fora

    • Olá! O valor líquido é o valor que você irá receber.

  • Edisio gomes

    Bom dia Cintia,a empresa faz desconto todos meses bem acima do permitido
    ou seja ta garfando o funcionário o mesmo tem medo de reclamar na empresa
    porquer amesma faz ameaças , o sindcato pode pedir revisao nos contracheques?

    • Olá, Edisio! O colaborador pode falar com advogado e pode falar com o sindicato, mas seria interessante se pudesse procurar o RH para pedir esclarecimentos sobre os descontos realizados.

  • Thiago

    Boa noite Cintia,Gostaria de saber porque e descontado IR no meu adiantamento mas nao tem nada mostrando pra onde foi essa contia descontada e depositado na minha conta ex 210 reais a menos.

    • Olá, Thiago! Não entendi muito bem a sua pergunta. Geralmente não se faz desconto em adiantamentos, deixando-se para descontar tudo de uma vez quando o restante do pagamento é feito, mas de toda forma o desconto do Imposto de Renda ocorre de acordo com as faixas de proventos recebidos, que podem ser consultadas no site da Receita Federal.

  • Silas Breder

    Cintia,

    Boa tarde!

    Uma duvida, se ganho 2.610,00 + 425,00 de auxilio moradia (pagamento de aluguel), é correto considerar os 425,00 do aluguel para fins de desconto do IRPF?

    Grato

    • Olá, Silas! Essa é uma pergunta bastante específica e que ainda gera bastante discussão quanto ao que está na lei, jurisprudências etc. Recomendo que busque ajuda de um contador ou advogado.

  • Darlan Samuel

    oi…gostaria de saber por que no meu contra cheque a empresa desconta um valor X do fgts,e quando vou ver o saldo no site da caixa ta outro valor,sendo que menos do qual foi cobrado no contra cheque.

    • Olá, Darlan!

      Talvez você esteja confundindo o FGTS com o INSS. O desconto do INSS pode chegar a 11% do salário, sendo que o valor mensal do FGTS é sempre de 8%. Um outro ponto é que a empresa não “desconta” o FGTS do seu salário, ela apenas o utiliza como base para saber quanto deve depositar. Já o INSS tem um percentual descontado do seu salário (8 a 11%) e outra parte que é a empresa quem banca.

      Recomendo que busque mais informações sobre o seu caso com o departamento de pessoal, um contador, ou mesmo diretamente com a Caixa ou INSS.

  • Alexa

    Olá…Gostaria de um esclarecimento sobre desconto de vale transporte. Recebo-o mensalmente em dinheiro e vou ao trabalho com veículo próprio. É correto mesmo assim ser descontado em contra cheque?

    • Olá, Alexa! O funcionário que vai ao trabalho com veículo próprio (bicicleta, carro, moto etc) não pode receber vale-transporte. Segundo a CLT, ele ou ela pode até mesmo receber punições disciplinares por declaração falsa (de que precisava do vale transporte).

      Também não é comum que esse benefício seja pago em espécie, a não ser por acordos coletivos em certas categorias profissionais.

      Recomendo que busque mais informações junto ao departamento de RH ou ao sindicato a que está vinculada.

  • Felipe Brandão

    Cintia, gostaria de saber se o valor do INSS e IR é descontado encima do Salário com Periculosidade ou somente do salário?

    • Olá, Felipe! Todos os proventos que você recebe são considerados para o INSS e IR, tais como horas extras, adicional noturno, risco de vida etc.

  • Lucas

    Olá, estou voltando de ferias e no meu contracheque o valor da base de calc INSS está maior que o valor do meu salário. Pode isso??

    • Olá, Lucas! Possivelmente o INSS está maior por conta do 1/3 de férias recebido, mas também pode ser por outros fatores. Recomendo que tire essa dúvida com o RH da empresa. Abraços

  • Barbara Gouvea

    Gostaria de sabe se e correto colocar o valor que e pago da passagem no contra cheque,e se e correto quando funcionario tem faltas injustificadas ser descontados os dias de folgas dst

    • Olá, Barbara!

      A empresa pode descontar até 6% do seu salário para cobrir custos com vale transporte. Se, por coincidência, esse valor for igual ao que você recebeu em vale transporte, ficará no “zero a zero”, ou seja, será descontado o mesmo valor que você recebeu.

      Em relação a faltas injustificadas, o colaborador sofre desconto no salário e, a depender da quantidade, isso também afeta férias e 13º salário.

      Para questões mais específicas, recomendo que entre em contato com o RH de sua empresa ou com um contador.

  • Vanderson costa barros

    o meu chefe e obrigado apagar produtividade?pois ele fala que nao e.

    • Olá, Vanderson! Regra geral, a empresa pode optar por um salário fixo, baseado na quantidade de horas trabalhadas (ex: 44 horas semanais), por um salário baseado na produtividade ou ainda uma mescla de ambos. Pode ser que em sua função e ramo de atividade exista uma regra específica ou mesmo algum tipo de acordo com o sindicato. Desse modo, recomendo que procure se informar com o sindicato ou com um especialista (contador, advogado trabalhista etc).

      Abraços

  • Juan

    trabalhe en varias empresas siempre me descontaron inss agora al ver el tiempo que me falta pra aposentaduria me entero que elguna de esas empresas no repasaron los descontos de inss

    • Pois é, Juan! Infelizmente isso é algo que acontece. Por isso, é importante periodicamente conferir se a empresa tem feito os repasses de INSS e FGTS.

  • Lucas

    Olá Meu nome é Lukas .. E no meu contracheque o salario base vem 750 mas o líquido vem 690 mas so estou recebendo 666 isso e certo?

    • Olá, Lucas! É preciso analisar direitinho cada item. Se a base é de 750 reais, há um desconto de 8% do INSS, que resulta em 690 reais. Quanto a esse outro desconto, pode ser relativo a vale transporte por exemplo. Recomendo que entre em contato com o departamento de pessoal da empresa para tirar suas dúvidas.

  • Renata Lucy

    Bom dia… Entrei na empresa no dia 11/08 e recebi após 15 dias o beneficio do vale refeição (em dinheiro) no valor integral. Hoje, ao receber o meu holerite percebi que fui descontada o mesmo valor + o percentual de 15%. Meu cartão do vale refeição chegou e será carregado no dia 10/09. minha pergunta: Porque eles descontaram o valor que foi depositado e se já poderiam descontar o percentual do vale refeição, sendo que irei usar pela primeira vez somente a partir do dia 10/09.

    • Olá, Renata!

      A empresa provavelmente fez o pagamento em dinheiro para você não ficar sem vale refeição enquanto esperava o cartão chegar. Acredito que a “carga” que entrará no seu cartão será relativa aos dias trabalhados em agosto e ao mês inteiro de setembro.

      O salário só é recebido após o mês trabalhado. Já o vale-transporte e os tickets alimentação/refeição são “adiantados”. O que você precisa analisar é se esse desconto de 15% foi relativo apenas aos dias trabalhados em agosto ou se cobriu um período maior.

      Recomendo que tire as dúvidas com o departamento de pessoal de sua empresa.

      Abraços

  • Luana

    Olá.
    Recebi meu contra-cheque e acho que está errado. Esse mês recebi o aumento do dissidio 7%. No desconto do inss, por conta do dissidio, ele será efetuado sobre o salário base ou sobre o salário contribuição?

    • Olá, Luana! Se você recebeu aumento, a base para o desconto do INSS irá aumentar também. Você pode, inclusive, ter mudado de faixa, de 8 para 9% de desconto por exemplo.

      Recomendo que procure o RH de sua empresa para tirar as suas dúvidas.

      Abraços

  • joao

    oi queria saber se o desconto do inss do meu contra cheque tem que bater com o deposito do meu fgts

    • Olá, João! O desconto do INSS e o FGTS são coisas distintas, com percentuais também distintos.

      Abraços

  • Dj Cirineu

    Olá.
    Eu trabalhei com registro em carteira durante o ano de 1988, hoje fiz a contagem de contruibuição no inss, e falta 1 ano para me aponsentar por tempo de contribuição, no entantto, esse período de 1988 não consta este vínculo no inss, ou seja, a empresa não pagou o inss, e eu também não tenho mais os contra-cheques e nem me lembro se me descontaram. O inss alegou que fui registrado como treinee. A empresa nem existe mais. Por ter contrato de 1 ano registrado na carteira e mesmo sendo como treinee eu não teria o direito de contagem desse tempo? Alguma sugestão. Obrigado.

    • Olá, Cirineu.

      Os programas de trainee foram se reformulando ao longo dos anos. Pelo que entendo, no início o trainee não era um funcionário efetivo, e só era efetivado mesmo após o término do programa, só que aí eu não sei bem como era nessa época, se era um contrato temporário ou se era como se fosse um estágio. Isso sem contar que estamos falando de uma época antes da Constituição atual.

      Sugiro que procure informações diretamente com a empresa em que trabalhou nesse período.

  • ANDREIA

    OLÁ, NO MEU HOLERITH VEM DISCRIMINADO NOS PROVENTOS VALE REFEIÇÃO,VALE TRANSPORTE E VALE ALIMENTAÇÃO. COM ISSO O VALOR BRUTO AUMENTA. POSSO DESCONTAR ESSES VALORES QUANDO TIVER QUE INFORMAR RENDA BRUTA?

    • Olá, Andreia!

      Normalmente esses itens que você citou são listados como descontos, e não proventos, uma vez que o benefício em si é recebido na forma de ticket, cartão, bilhete etc. Caso você esteja recebendo esses benefícios em dinheiro, é possível que sejam incorporados à sua remuneração.

      A que situação você se refere para informar renda bruta? Em bancos e outros locais de crédito?

      Recomendo que para esse caso específico entre em contato com um contador ou o próprio RH da empresa para maiores esclarecimentos.

  • jean

    O salário base que está descrito no contracheque é aquele que sem nenhuma bonificação a mais o empregado cumprindo todos os horários em todos os dias irá receber?

    • Oi Jean,

      Especificamente para o contracheque, o campo de salário base costuma somar todos os proventos do funcionário que entram no cálculo do INSS e do IR, como vencimentos e horas extras. Por isso, ele pode mudar a cada mês. O “objetivo” desse campo é que o funcionário possa entender qual foi o valor de referência para desconto do INSS, por exemplo.

  • Cintya Gomes

    Olá Cíntia gostaria que me tirasse uma duvida, eu não entendi muito bem o que é referência em um contracheque, mas não vem ao caso a minha dúvida maior é: eu sou aprendiz salario bruto de R$ 340,06 no meu vale trasporte vária a referencia entre 18.00 a 21.00. Pq?

    • Olá, Cintya! Como eu explico no texto, a referência é um número que lhe ajuda a entender como se chegou aquele valor. No caso do vale transporte, por exemplo, imagino que se refira ao número de dias úteis daquele mês (por isso às vezes é 21, às vezes 18, também pode ser 20 etc). O funcionário não recebe 30 dias de vale transporte, e sim apenas pela quantidade de dias exata de trabalho naquele mês.

  • Beatriz

    Muito boa a página com as informações, obrigada!!!
    Parabéns!!!

    • Obrigada, Beatriz! Em breve faremos artigos explicando detalhes sobre a declaração do Imposto de Renda.

  • rafael penaforte

    Se 6% do meu salário for mais do que eu gasto com a passagem,a empresa desconta o valor do beneficio,exemplo: se eu ganho R$ 5000,00 e gasto R$ 200,00 de passagem a empresa me fornece vale transporte de R$ 200,00 e me desconta R$ 200,00,pois 6% de 5000,00 é igual a R$ 300,00.
    Minha pergunta é: O imposto de renda incide sobre o meu salário depois do desconto do vale transporte?…porque caso não,eu pago imposto dobrado para ir para o trabalho,na fonte e nos tributos que a empresa de transporte paga,caso sim,vale a pena sim pedir vale transporte mesmo ficando no zero a zero.

    • Oi Rafael! Entendi o seu raciocínio! No entanto, até onde pude apurar, a base de cálculo para IR só subtrai do salário bruto o INSS, previdência pública/privada, um valor fixo por dependente, pensão alimentícia e um outro caso que só vale para idosos. Desse modo, ainda que você solicitasse Vale Transporte, não teria esse “abatimento” no seu IR.

  • Jaine Fernandes

    Boa Tarde! meu Nome e Jane e To com uma duvisa meu Salario e de 2.450,00 e recebo 100,00 de Vale Alimentação e por ex. 158,60 ref ao Vale transporte pelo dias trabalhos no valor total de R$ 2708,60 O INSS e descontado nesse valor o sobre o valor de 2.450,00?

    • Olá Jane!

      O INSS não incide sobre Vale Transporte. Em relação ao Vale Alimentação, depende de alguns fatores, como recebimento em ticket ou dinheiro, por exemplo, bem como se a empresa está cadastrada no PAT (programa federal de alimentação do trabalhador).

      No seu contracheque há um valor no campo “Base INSS”. Dê uma olhada nesse valor para ver o que “entrou” e o que “não entrou” no cálculo do desconto.

      Abraços

      • Jane

        Ola Cintia, No Contracheque a contribuição do INSS estão calculado no valor total dos vencimentos ou seja ,vale transporte e alimentação,está correto?

      • Olá, Jane! Você recebe o vale transporte em dinheiro? A empresa desconta 6% do seu salário pelo recebimento do vale transporte? Existem várias questões e eu não tenho base jurídica ou de contabilidade suficientes para afirmar que uma empresa está descontando de forma certa ou errada, ainda mais com poucas informações.

        O objetivo do artigo era apenas de ajudar a esclarecer como funcionam os descontos do contracheque. Recomendo que procure um contador para analisar o seu caso.

      • Jaine Fernandes

        obrigada pelo esclarecimentos! 🙂

  • Roselaine Muniz

    Boa tarde! Trabalho 5 horas por dia e 25 horas semanais em meu contracheques vem uma referência de 220:00 horas trabalhadas. Queria entender porquê?!

    • Olá, Roselaine! Esse caso é bastante específico. A princípio não deveria ser dessa forma. Recomendo que entre em contato com o Departamento de Pessoal da sua empresa para esclarecer o motivo.

  • gleison

    olá meu nome é gleison e gostaria de saber como funcionar o valor base cal. FGTS que aparece no meu contra cheque, e gostaria de saber se o valor que mostra é o valor total depositado. Por ex: no meu contra cheque aparece R$1.917,36 no caso se eu saise hoje da empresa seria esse valor mais 40%?

    • Olá, Gleison! O “valor base cal. FGTS” do seu contracheque é o valor utilizado como base para cálculo do que entrará naquele mês no seu FGTS, pois nem todos os valores que você recebe são incluídos no cálculo.

      Por exemplo, se em um mês você receber valores relativos a “diárias”, como pagamento de hospedagem e alimentação em uma viagem pela empresa, esse valor não será incluso no cálculo da base do FGTS.

      O depósito mensal da empresa é de 8% desse valor que aparece no seu contracheque.

      Caso você seja demitido sem justa causa, a empresa pagará mais 40% sobre o total de valores que ela depositou.

      Abraços

  • debora

    desculpe-me me pagou a maior

  • debora

    cintia, tenho uma dúvida, a empresa descontou a menor o imposto de renda na fonte no meu holerite, ou seja, me pagou a menor, possivelmente quando forem me entregar o informe de rendimentos vai estar de acordo com a folha mas eu sei que deveria ter pago mais, como proceder?

    • Oi Debora!

      Pode ser que exista algum fator que diminua o seu imposto de renda, como a existência de dependentes, por exemplo.

      Se não for esse o caso, quando você fizer a declaração com o informe de rendimentos, informações bancárias, gastos com saúde, educação etc, enfim, quando calcular tudo, é possível que o resultado seja um valor para você receber de volta ou um saldo que você ainda precisa pagar. Nesse último caso basta realizar o pagamento e fazer a declaração que estará tudo certo.

      Abraços

  • Priscila Soto

    Olá. Tenho uma dúvida.
    O FGTS é calculado com base no salário bruto certo? E em caso de faltas injustificadas?
    A empresa em que trabalho depositou a menos e me responderam que foi por causa de faltas injustificadas…Isso procede como? Está correto?
    Meu salário é de 915,45 e depositaram 63,32 de FGTS.
    Att.

    • Olá, Priscila!

      As faltas injustificadas são descontadas do salário. Logo, para o mês em questão a base de cálculo passa a ser menor, diminuindo também o valor do depósito.

      Esse tipo de ausência possui várias consequências, inclusive para 13º e férias.

      Recomendo que pesquise mais sobre isso e evite faltar sem justificativa.

      Abraços

  • jaciel

    oi Cintia gostaria que vc me tirasse uma duvida no meu contracheque as passagens entram em duas parcelas , porem a segunda parcela alem de entrar em proventos como a outra ela entra em descontos, então praticamente eu não recebo esse valor não é isso? mas eu comuniquei ao rh da empresa em que trabalho e me falaram que isso é normal pq refere-se ao mês anterior isso me deixa com duvida pq começou faz pouco tempo e antes não tinha isso .

    • Oi Jaciel, não entendi muito bem a sua dúvida.

      As empresas estão autorizadas em descontar até 6% do seu salário pelo benefício do Vale Transporte. Desse modo, se você recebe 1.000 reais de vencimentos e 80 reais de passagens, por exemplo, a empresa tem direito de descontar 60 reais (6%) desses 80, restando 20 reais de benefício.

      Quando se chega a um ponto em que a vantagem é mínima ou inexistente, é sinal de que está na hora de optar por não receber o vale transporte, pois esse é um benefício voltado para trabalhadores de baixa renda.

      Abraços

  • Maria

    Cintia, eu gostaria de saber de onde vem a base de calculo do F.G.T.S que aparece em baixo no contracheque, sendo que o salário base é de R$905,00, total de vencimentos R$1.055.54 total de descontos R$771,97, valor liquido éR$ 283,57.

    • Olá, Maria. A base para o cálculo do FGTS é a remuneração, ou seja, são somados vencimentos, horas extras, comissões e gratificações (em linhas gerais).

  • Lucas

    Olá Hora Extra conta no Salário Bruto(Partindo do pressuposto que Hora Extra é uma Variável e pode ou não ganha naquele mês)?Estou na duvida,pois tenho que fazer inscrição no Pro uni e pede renda familiar bruta mensal por pessoa.

    • Olá, Lucas! Acredito que, para esse caso esse valor não entre, mas, se você fizer hora extra todo mês, pode ser melhor considerar a média (como se faz para calcular o 13º).

      Para os descontos, como Imposto de Renda, por exemplo, a hora extra também é considerada.

      Recomendo que busque orientações diretamente com o site de inscrições.

  • aninha

    Ola, salário base é a mesma coisa de renda bruta?

    • Olá, Aninha. A renda bruta é a soma de todos os proventos e vantagens, enquanto que o salário base é a parte dessa renda que servirá de base para cálculo do INSS e outros descontos.

      Na maioria das vezes o valor irá coincidir, mas, em alguns casos, algumas das vantagens recebidas são isentas de INSS e por isso não entrarão no cálculo para desconto.

  • aldo da silva

    na experiençia se desconta inss e vale transporte ?

    • Oi Aldo. No contrato por experiência também há esses descontos.

  • claudio

    gostaria de saber como ficaria ferias e decimo terceiro. Foi de muito proveito esse poste para meus fins didaticos, mt agradecido.

    • Olá, Claudio! Que bom que foi proveitoso para você!

      Vou ver se mais pra frente faço um post sobre férias e 13º.

      Abraços

  • Andre

    Tive essa dúvida justamente esses dias! haha Excelente post! parabéns!

    • Obrigada, André! Fique à vontade para fazer sugestões de novos posts.

  • ANTONIO JOSE

    ANTONIO JOSE EU TENHO 3.200,00 DE RENDA BRUTA E 2980,00 DE DESCONTOS, ENTRE CONSIGNADO, CARTAO CONSIGNADO, PLANO DE SAUDE, FARMACIA, INSS, IR PODE ISSO, TER MAIS DE 90% DO SALARIO DE DESCONTO, ASSIM NAO CONSIGO SAIR DO VERMELHO

    • Pois é, Antonio. Complicada essa situação. Talvez seja o caso de pedir ajuda a alguém da família e fazer um plano de redução de gastos para colocar as finanças em ordem.

  • Paulo Gustavo

    bom eu só acho que o vale transporte é um provento e não um desconto, não faz sentido ele ser descontado do seu salário, vale transporte é um benefício

    • Olá, Paulo!

      O Vale Transporte é um benefício sim, mas a lei estabelece que “O empregador participará dos gastos de deslocamento do trabalhador com a ajuda de custo equivalente à parcela que exceder a 6% (seis por cento) de seu salário básico”.

      Ou seja, por lei, a empresa é obrigada a fornecer vale-transporte, mas só a parte que exceder esses 6% do salário. Na prática, ela realiza carga do valor integral do transporte no cartão, mas desconta do salário os 6% previstos em lei.

  • Letícia Ferreira

    Gostei muito. De fácil compreensão.
    Parabéns.

    • Muito obrigada, Letícia. Sempre tive muitas dúvidas em relação a isso, pois não sou exatamente da área, por isso quis compartilhar a minha pesquisa. Abraços

  • A maioria pode ser bem relativo né?
    Meu último emprego não descontava plano de saúde e vale-refeição, o que representa um desconto considerável.

    • Olá, Sidney! Sim, é relativo. Talvez eu tenha exagerado, mas o objetivo era mostrar todos os descontos que empregados efetivos costumam ter no contracheque.

      As empresas costumam descontar o vale refeição sim, nem que seja 1 real por mês. E isso tem justificativa legal: se elas não fizerem isso, esse benefício passa a integrar a remuneração dos funcionários, o que tem implicações com INSS, FGTS e outros.

      Já o plano de saúde depende muito das empresas mesmo. Quando ele é básico, apenas com enfermaria, normalmente não há desconto, mas as grandes empresas oferecem diversas possibilidades, cada uma com um percentual de cota diferente (5, 10, 20% etc).

      Abraços

      • Vc tem razão com relação ao VR, eles descontavam 1 real que acabava passando desapercebido. BTW, excelente post!

      • Obrigada, Sidney! Pretendo fazer mais posts explicando essas questões administrativas com que nos deparamos nas organizações.