Novidade!

Receba vagas no seu perfil por e-mail

Coaching na novela. Pode isso, Arnaldo?

09.02.2018 | em Carreira

A personagem Clara conversa sobre Coaching com a irmã Adriana na novela “O Outro Lado do Paraíso”

Olá, pessoal!

O mês de fevereiro já começou com uma treta! Para quem não ficou sabendo, uma ação de merchandising na novela “O Outro Lado do Paraíso” deu o que falar.

Basicamente, o IBC (Instituto Brasileiro de Coaching) viu uma oportunidade quando percebeu que Walcyr Carrasco vinha inserindo comentários sobre a metodologia no folhetim (natural, autores buscam assuntos que são tendência).

A inserção publicitária foi feita em uma cena em que duas personagens conversavam sobre como poderiam ajudar uma terceira a superar um problema, e chegaram à conclusão de que o Coaching poderia ajudar. Até aí, tudo bem.

Ocorre que o público já tinha conhecimento de que esse problema a ser superado estava relacionado a um trauma provocado por abuso sexual na infância! 

Aí a confusão já estava armada. O Conselho de Psicologia criticou, a Globo foi acusada de prestar um desserviço, a Internet criou memes e o IBC teve que se pronunciar a respeito.

Isso tudo porque coaching não é terapia, de modo que não é indicado para tratamento de traumas ou transtornos de saúde mental.

Agora que vocês já conhecem os fatos, gostaria de dar a minha opinião.

O Coaching é ainda um assunto muito novo no Brasil. Muitas pessoas não entendem bem do que se trata. E, por estar “na moda”, é algo que você encontra em todo lugar, para todo tipo de desafio: concursos públicos, emagrecimento, ansiedade, relacionamentos, enfim. A lista tende ao infinito.

Spoiler alert: muita coisa divulgada como tal não é coaching de verdade, e sim, talvez, um tipo de aconselhamento ou consultoria. Para explicar de forma simples, se o profissional diz para o cliente “Faça isso, Evite aquilo”, então não é coaching.

Não que essas metas não possam ser buscadas com a ajuda do coaching. A questão aqui é que não é o Coach quem diz o que o cliente precisa fazer. O cliente deve tomar suas próprias decisões.

Quem atua como Coach provoca reflexões profundas por meio de perguntas, que impulsionam o coachee (pessoa atendida pelo coaching) a considerar fatores e pontos de vista em que nunca havia pensado antes. Com isso, o coachee passa a se conhecer melhor e a traçar estratégias e planos de ação por meio da aplicação de diversas técnicas e ferramentas conduzidas pelo profissional certificado como Coach.

Os recursos utilizados variam bastante de acordo com o método seguido (tradicional, sistêmico, humanístico etc), mas o objetivo é sempre o mesmo: apoiar o cliente para que ele saia do estado atual para o estado desejado (um emprego melhor, mais saúde etc).

Notem que, em nenhum momento do diálogo entre Adriana e Clara (as personagens da cena em questão), há qualquer tipo de menção ao trauma sofrido por Laura (a amiga que querem ajudar). Ao que me parece, nem ela própria se recorda de ter sofrido o abuso.

É bem provável que, mais adiante, no desenrolar da trama, a Laura passe a compreender que precisa de terapia. Seria inclusive uma grande sacada no plot se fosse a própria Coach Adriana que a ajudasse a perceber isso.

No mais, não posso ir além em minha análise, uma vez que não acompanhei outros capítulos em que o coaching foi mencionado (assisti apenas ao “trecho polêmico”, por assim dizer).

Como palpite, eu diria que pode até ser que a forma como o drama televisivo vem empregando o termo, sua prática e jargões contenha muitos erros, mas, sinceramente, qual profissão a TV foi certeira ao retratar? Porque eu por exemplo sempre me divirto quando vejo executivos “gerenciando” grandes empresas. Acredito que policiais, médicos e especialistas de outras áreas também tenham algo a comentar sobre isso.

Por fim, se toda essa controvérsia deixou algum saldo positivo, creio que foi o de estimular o debate e despertar a curiosidade sobre o que é o coaching e o seu potencial transformador na vida das pessoas.

E vocês? Já pensaram em fazer um processo de coaching ou gostariam de entender melhor como funciona? Basta deixar os seus comentários. Estou à disposição.

 

Um grande abraço,
Cíntia Reinaux

Posts relacionados

« Mais antigos

Deixe seu feedback!